Estudo de caso de Salinas da Margarida em 2004

Com uma temperatura anual em torno de 26º c, Salinas da Margarida destaca-se dos grandes centros turísticos pela tranquilidade, ótima comida e belíssimas praias.
Na cidade as grandes fontes de renda são o mar e o turismo, já que Salinas apresenta ao turista maravilhosas praias tais como: Dourado, Araçá, Ponte da Margarida, Barra do Paraguaçu e Maia. Salinas da Margarida é uma boa alternativa para quem quer fugir do sufoco dos grandes centros , pois lá você pode realmente descansar, curtir uma praia, tomar água de coco e saborear uma deliciosa moqueca ou escolher entre centenas de pratos típicos da região. Chegando em Salinas não esqueça de dar um giro e comprar peças do artesanato local , feitas com muita criatividade e bom gosto. Como chegar a essa magnífica cidade seria, por via marítima , saindo de Salvador percorrendo uma distância equivalente a 28 km , cerca de 40 minutos de barco, via terrestre, pelo Terminal Rodoviário Bom Despacho , cerca de 61 km ou por Santo Antônio de Jesus a 83 km.
Ricos em religiosidade e folclore, seu povo comemora o ano todo em dezenas de festas populares , destacando-se Nossa Senhora do Carmo ( Padroeira da Cidade) e Senhor dos Navegantes ( Festa do Pescador ) acontecendo respectivamente em 16 de julho e 1º de janeiro. Sua orla recém construída criou um ponto de encontro para turista e nativos do lugar , composto de bares , restaurantes e um excelente hotel em frente ao mar, passando pelo local visite os restaurantes: Mariscadeira e Katespero.
Salinas da Margarida, localizada na Baía de Todos os Santos, limitando-se com o Recôncavo, onde as vilas de pescadores, o mar, os riachos e a foz do Rio Paraguaçu dão a nota. A pequena cidade de Salinas contrasta com a imensa enseada de águas puras, livres de resíduos lançados por residências e indústrias ou de qualquer outro agente poluidor. A natureza bela e exuberante predomina no lugar. Ao contornar as praias daquele litoral em forma de baía, as vilas vão surgindo: Conceição de Salinas, Cairu e Barra do Paraguaçu são as principais, todas com os mesmos traços e costumes. Há também Encarnação e Porto da Telha.
Em Salinas tudo é típico do ambiente marinho, a começar pelos pescadores e seus barcos, as mariscadeira, a fartura de peixes e crustáceos, especialmente as lagostas e os graúdos camarões, sem esquecer do coco verde. Não faltam ainda as ostras, os mexilhões e os siris que caminham soltos pelas praias, a qualquer hora e se misturam, destemidamente, com os banhistas. A profundidade das águas é “ao gosto do freguês”, seja criança, adolescente ou adulto. Basta caminhar mar adentro. No verão, a temperatura do mar favorece até banhos noturnos. Agora a localidade está sendo descoberta por uns e redescoberta por outros. Os turistas começam a chegar de escunas e veleiros, de ônibus e automóveis. O município de Salinas da Margarida foi por muito tempo um concorrido ponto de veraneio dos moradores da região e de Salvador. A extração de sal em terras de uma senhora chamada Margarida deu nome ao lugar.
Salinas dispõe de alguns hotéis e pousadas para receber os visitantes. Os principais são o Hotel Fazenda Recanto e o Salinas Praia Hotel, com 240 leitos ou 120, cada um. Um resort está sendo concluído na conhecida Ponta do Dourado, onde está a Praia do Dourado, considerada “área foco” de Salinas. Serão mais de 106 apartamentos. Também existe o projeto para construção d Seu parque hoteleiro registra 116 leitos. e um complexo hoteleiro em Barra do Paraguaçu, irmão do Costa do Sauípe do Grupo Odebrecht. Seu parque hoteleiro registra 116 leitos. A localidade conta com ancoradouro que permite a atracação de catamarã e embarcações maiores, para quem chega por mar. O desembarque dos visitantes é feito bem no centro da cidade, na orla principal
Na área de saúde o município dispõe de uma unidade funcionando 24 horas. Atende a população local e a flutuante que chega nesta época do ano. Quatro ambulâncias compõem o esquema de apoio. O abastecimento de água tratada é feito normalmente durante todo o verão, graças a uma barragem, no riacho Piau, que passa por obras de ampliação.

Em matéria de segurança, comunidade e turistas têm à disposição um contingente de soldados da Polícia Militar, sob o comando de um tenente, e também prepostos da Polícia Civil, inclusive, um delegado. Vive-se em Salinas um inalterado clima de paz, até mesmo durante as festas populares.
Salinas possui belas praias que encantam os visitantes, como a Ponta do Dourado, uma extensa fazenda de coco com praias desertas e Barra do Paraguaçu, que possui belas praias, entre elas a prainha do Tubarão e Pedra Mole. As praias são de águas limpas, transparentes e mansas, ideais para relaxarem num banho tranquilo .Na cidade fica as praias de Camburui, da ponte, e do Araçá. As praias do Maia e de Barra do Paraguaçu, ficam no distrito da Barra do Paraguaçú . A praia de Conceição está no distrito de Conceição de salinas . As praias de Salinas são todas com águas tranquilas e limpas, na maior parte do ano cristalina, sem ondas, onde pode-se tomar um refrescante banho de mar.
As mais conhecidas e disputadas são a praia da Ponte (o pitombo), a praia dos Araças , a praia do Amor e a praia do Dourado, há também uma praia com uma “coroa” de areia que vai da Pensão Pousada Baltazar até a Casa dos Pescadores que é ótima para o banho de mar, principalmente para crianças, por ser de águas rasas. A matriz de Salinas da Margarida, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo e o atracadouro, localizado no centro da cidade, são também atrações para os visitantes.
Como cidade litorânea, Salinas transforma em alimentos aquilo que o mar lhe oferece: peixes, mariscos, lagostas, camarões, siris e caranguejos. Assim, o visitante pode saborear uma variedade de pratos típicos, a exemplo do chumbinho (um marisco encontrado em grande escala, parecido e menor do que a lambreta). Ele é servido no macarrão ou no arroz e consumido nas panquecas, além de rechear pizzas, rocamboles e empanadas. Um dos pratos principais da culinária salinense é a mariscada, mas a caranguejada não fica atrás. Poderemos desfrutar desses deliciosos quitutes nos restaurantes Momentos, KaTespero (no centro da cidade, sendo o último na rua principal, Av. Comendador Vargas). Existem outros instalados na Praia da Ponte, a principal da cidade, que conta com quiosques padronizados com música ao vivo, entre os quais a Pizzaria Doce Beijo.
O criativo artesanato, feito de escamas de peixes, conchas e búzios do mar, apresenta variadas formas como bonecas, peixes, animais marinhos, presépios, estrelas, mariscadeiras, colares e brincos. Essas peças são disputadas em feiras regionais e comercializadas nos quiosques à beira mar e nas praças da cidade.
Festival do Marisco, evento realizado anualmente (na sua 3ª edição), marcado pela realização de palestras e cursos sobre o aproveitamento integral de alimentos, ministrados por profissionais qualificados, uma cortesia da Petrobras, parceira da prefeitura nesse evento, que culmina com uma programação gastronômica, à base de peixes e mariscos, com ênfase para o “chumbinho”, um prato típico da culinária salinense, nesta ocasião há também apresentação de grupos de dança e shows musicais a cargo de bandas locais e de outras cidades.

Entidades e Espaços Culturais
Biblioteca
Nome: Biblioteca Municipal de Salinas da Margarida
Formação Cultural
Instituição Promotora de Cursos e Oficinas Culturais
Nome: Secretaria de Educação e Cultura
Nome: Secretaria de Educação e Cultura
Nome: Secretaria de Educação e Cultura
Nome: Secretaria de Educação e Cultura
Nome: Secretaria de Educação e Cultura
Manifestações Artísticas e Socioculturais
Artesão
Nome: José Raimundo Marinho Pereira
Nome: Paulo Martins
Artista
Nome: Jaime Gomes de Cerqueira
Nome: Jaime Gomes de Cerqueira
Escritor
Nome: Carlos Sérgio Araújo da Silva
Nome: Luciano Costa da Silva
Grupo de Capoeira
Nome: Ginga e Malícia
Instituições
Nome: Centro Espírita Luz e Caridade
Nome: Centro Espírita União e Caridade
Nome: Colonia de Pescadores Z 13 de Salinas de Margarida
Nome: Igreja Evangélica Assembleia de Deus
Conclui-se que Salinas da Margarida hoje se apresenta como o novo destino turístico com paisagens rústicas e exuberantes, onde a sua localidade desponta como atrativo na Baía de Todos os Santos, fazendo com que o número de turistas aumente a cada ano. No decorrer da realização deste trabalho, as intenções de tentar alcançar a sua perfeição, foram as melhores possíveis. Através dele, pudemos compreender e entender a importância da análise estrutural do mercado turístico.
Autor: Alex Burgos Santana
Instituição: FACULDADE INTEGRADA DA BAHIA
Tema: Estudo de Caso